sábado, 16 de maio de 2009


Contemplamos a vida

na simplicidade das coisas

nos sonhos colhemos

as emoções

sem vertigens

nem exaltação

apenas a serenidade

de um amor,cristalino

como as águas puras

de um lago na montanha

dos beijos trocados

fazemos promessas

de eternidade

na quietude das horas

construímos sorrisos

inventamos

um mundo de paz

abarcando os dias

saboreando o sentir

que o amor nos traz



TRISTÃO

5 comentários:

Renata Maria Parreira Cordeiro disse...

É nas coisas mais simples que encontramos os mais belos sentimentos, como o amor.
Um abraço,
Renata

Vieira Calado disse...

Bendita seja a felicidade!

Cumprimentos meus

Menina do Rio disse...

Na quietude das horas, saboreamos o sentir...
Lindo!
Um beijo

poetaeusou . . . disse...

*
poema bucólico
sereno, campestre,
de amor esperançado,
,
Saudações
,
*

Marlene Maravilha disse...

Uma das melhores coisas da vida é vive-la na sua simplicidade! Acaba-se por descobrir-se muitas coisas lindas!
Bonito poema!